Blog

Leia nossas últimas notícias

DEPOIMENTO DE JOSÉ OTAVIO CARVALHO TRISTÃO – 10º LUGAR EM DIREITO ESFCEX

Olá futuros Tenentes!

Meu nome é José Otavio Carvalho Tristão, tenho 23 anos, nasci e moro na melhor cidade de Minas Gerais, (quem pensou algo diferente de Uberaba se enganou terrivelmente hahhahah) e, assim como os demais alunos do Curso Cidade aprovados, também gostaria de deixar meu depoimento, e nele, um pouco da minha história e trajetória até a realização desse sonho compartilhados por nós, na esperança de incentivá-los e ajudar na luta pessoal de cada um de vocês rumo ao oficialato!

1º) Motivação

foto-11-3Bom, primeiro eu gostaria de narrar o porquê da minha escolha pelo exército brasileiro, fato que deu origem à grande parte de minha força de vontade para passar nesse concurso. Meu primeiro contato com o exército, foi no serviço militar obrigatório, aos 18 anos. A experiência em si me marcou muito, em relação especialmente ao ambiente, de camaradagem, de ajuda ao próximo. Quando entrávamos pelo portão, fardados, deixávamos para trás todas as diferenças sociais ou econômicas que nos separavam do lado de fora e nos tornávamos camaradas, sempre nos ajudando.

Nesse ano, 2010, estávamos em uma “missão” com os demais atiradores e o sargento responsável, em que devíamos ajudar a montar a estrutura de um evento beneficente, o Mc Dia Feliz, que, como todos sabem ajudam as crianças com câncer, num shopping aqui de minha cidade.

Trabalho feito, eu e os demais atiradores fomos almoçar, e, andando pelos corredores distraído, senti algo pequeno tocando minha mão, olhei para baixo e era uma menininha, tentando pegar na minha mão, logo virei pra ela e ela me pediu um abraço, que logo dei, e vi ela saindo feliz da vida, como se tivesse encontrado um herói!

Parece algo bobo, mas tais fatos foram decisivos em demonstrar que a carreira no Exército lhe proporcionará não o melhor salário, mas um ambiente sadio de trabalho, camaradagem em dias em que a palavra “amigo” perdeu o significado, a tão temida subordinação, mas com

ela todo o imenso respeito refletido pela farda e pela instituição que nós teremos a honra de representar.

2º) Dúvidas e decisões.

Descobri sobre o concurso em 2012, quando, ainda no meio da faculdade, prestei apenas para “sentir o drama”, e ver como era um concurso público.

No meu último ano de faculdade (2014), assim como todos, tinha sérias dúvidas sobre qual carreira seguir, advocacia ou Exército?

Fazia estágio numa filial aqui em Uberaba de um grande escritório, cuja sede era em São Paulo, e já com a OAB na mão, o convite veio, aceitei e me mudei para São Paulo em janeiro de 2015, para começar uma carreira como advogado trabalhista.

Não demorou mais que 1 semana de advocacia em São Paulo para que eu me decidisse, meu destino era o Exército. O plano era trabalhar e estudar, o que logo se tornou inviável, visto que a carga horária de advogados na capital é beem cansativa e aliada a minha pós graduação, tornou-se impossível estudar para o concurso. Portanto, larguei os estudos para a EsFCEx tentei “dar certo” na advocacia.

Em julho de 2015, finalmente, tomei a decisão de voltar para Uberaba, e afundar minha cabeça e coração nos estudos para o Exército.

Larguei tudo, emprego num escritório promissor, pós numa faculdade renomada, apartamento, amigos, tudo.

Meus pais me deram muito apoio, apesar de compartilharem o meu medo de não passar no concurso e ficarem um pouco com o pé atrás.

Sendo assim, cheguei aqui nos primeiros dias de julho, e eu que pensava em estudar por conta, procurei algum cursinho na internet, e encontrei o Curso Cidade, que eu já tinha conhecido anos atrás, mas que naquela época não possuía o específico para direito, quando vi que havia aulas de direito, não pensei duas vezes, me matriculei com um novo plano: estudar como nunca!

3º) Deus, estudos e mais estudos! (e dicas)

Comecei os estudos no primeiro final de semana de julho de 2015. Estava claro pra mim que seria muito muito difícil passar “de primeira”, visto que eu teria apenas 2 (dois) meses para a prova!

foto-11-2Eu decidi e pedi a Deus para que me ajudasse, não pedi a aprovação no concurso, mas pedi que ele não me deixasse fraquejar, que me desse tranquilidade e serenidade e que ele não deixasse a minha força de vontade diminuir, e minhas preces foram atendidas.

Nunca fui o melhor aluno da classe, mas sempre fui esforçado (quando queria hahaha). Como sempre fui bom nas matérias de humanas (geo, hist) e mandava bem no inglês, meu foco era estudar as matérias específicas.

A prova da Esfcex é estratégia e organização. Leia e aprenda Direito Penal e Processual Penal Militar que você já tá com um pé e meio dentro.

Assistia as aulas, sem anotar nada, (a memória auditiva é melhor que a visual) apenas acompanhando o código. Após o término da aula, resumia os slides (memória visual) e no final de semana fazia os simulados daquela matéria.

Como meu tempo era muito curto, eu estudava de domingo a domingo das 9:00 as 23:30, afinal eu tinha que ver as matérias que haviam passado desde janeiro e acompanhar as aulas ao vivo! Claro com várias pausas no meio para não acabar com a coluna. Muita gente me achou doido com essa carga horária, mas Deus me deu tanta serenidade, calma, que eu não cansava tão facilmente e pensava comigo (são só dois meses!) e assim fui, até 2 dias antes da prova.

Relia os resumos sempre, pra manter a matéria na cabeça.

Pedi ajuda pros meus pais, para me ajudarem com a matéria. Como? Dei uma listinha de perguntas e respostas para eles me indagarem quando me viam. Perguntas clássicas de todas as matérias, como diferenças de prazo no inquérito policial e inquérito policial militar e no da lei de drogas etc.

Como meu tempo era curto, abdiquei de assistir as aulas de algumas matérias, como direito constitucional, civil e trabalho, (matérias que eu tinha mais contato) mas li as apostilas do Curso Cidade, fiz todos os simulados e lia muito mais a lei seca nessas matérias para compensar.

Aqui merece destaque os professores Lúcio e Alexandre, que não só me ajudaram a relembrar as matérias que eu julgo mais complicadas (Penal e Adm) como me “ensinaram” essas matérias novamente, com perfeição.

Faltando 3 semanas para o concurso, li as apostilas de Geografia e História do Curso Cidade, uma apostila de Tributário, e resolvi todas as questões de Processo Penal daquele Livro de questões para OAB “vermelho”.

Acredito que para a prova, não é necessário a compra, ou leitura das bibliografias de DIREITO do edital. As questões geralmente abordam assuntos típicos de cada matéria e não pontos de vista dos autores, diferente da prova da Marinha.

A grande dica minha é estudar com resumo e exercícios, comprem livros de questões que tem a banca de prova cobrando mais letra de lei, como é o caso da FGV e FCC (Fundação Carlos Chagas).

Minha resolução de questões era acompanhada pela “cópia” dos meus erros, e alternativas que eu julgava corretas ou erradas e não eram, como forma de resumo.

Assim, eu tinha dois resumos, o das matérias e da questões (só erros).

Acredito que com esse método, dá pra “tapar os buracos” e diminuir drasticamente os erros nas provas objetivas, como é a da EsFCEx.

Para aqueles que tem dificuldade na leitura, sugiro dividir seu dia em “Todo dia eu vou ler 3 capítulos de Geografia, 3 de História, 1 de Tributário etc”.

Pessoal, como vocês terão mais tempo que eu, aconselho a verem TODAS as aulas, ter um caderno para CADA matéria, RESUMIR todas as aulas e o mais importante, fazer simulados semanais e exercícios infinitamente! Seguindo isso, não tem erro, vai ser difícil NÃO passar na prova! Hahahahha

Últimas dicas: Façam exercício físicos, uma corridinha, caminhada, natação etc, ajuda muito na concentração. Durmam. Durmir é memória, quanto melhor você dorme mais informação seu cérebro armazena (mas também não vão abusar né?). Eu dormia 8 horas por noite por exemplo.

Última dica, o professor Lúcio, em uma de suas aulas, mandou uma música/vídeo para nos servir de inspiração. Eu a escutava todo dia cedo antes de começar o batente de estudos, e me animava muito! Espero que ajudem vocês também!

 

4º) Fim

foto-11Finalizando, espero que eu tenha conseguido incentivar/animar os demais candidatos. Gostaria de agradecer a Deus, minha família e o excelente apoio do Curso Cidade, TODOS os professores, principalmente o Tenente Cidade que sempre nos trata com o maior carinho e atenção e especialmente a maneira humana com que todos os professores tratam o curso/concurso, sempre, sempre nos incentivando, com fotos, vídeos, canções, palavras, porque um cursinho não é só dar aula e nesses meses de cursinho eu posso falar com certeza que pra mim não foram só aulas, foram ensinamentos pra vida!
Um grandessíssimo obrigado e eu desejo muita boa sorte a todos!

 

José Otavio Carvalho Tristão 10º Colocado – Direito

10 comentários

  • Marina
    out 5, 2016

    Meu filho gabaritou na prova da espcex de 2016 acertou 100 de 10 questoes ,estou muito orgulhosa,pois ele sempre estudou em colégio publico,agora é esperar a correção da redação,ansiosa!!!!

    Marina out 5, 2016
    Responder
    • Equipe IIC
      out 24, 2016

      Senhora Mariana,
      Parabéns,
      Estamos orgulhosos também pela dedicação e eficiência do seu filho no disputado concurso da EsPCEx.
      Com certeza irá vencer a redação também, mas se por uma infelicidade não conseguir a classificação o que achamos muito pouco provável o Curso Cidade lhe oferecerá uma Bolsa de 100%, como prêmio, para que ele siga sua preparação para 2017.
      Att,
      Equipe Cidade

      Equipe IIC out 24, 2016
  • Carla Tatiane
    set 9, 2016

    Olá Otávio, meus parabéns!!! Gostaria de saber quantas questões você acertou em gerais e quantas específicas? E qual tua média? Obrigada! Sucesso!!!

    Carla Tatiane set 9, 2016
    Responder
  • Matheus
    jul 28, 2016

    José, fugindo um pouco… qual o nome da música que você escutava? rs

    Matheus jul 28, 2016
    Responder
  • Carla Silva Carvalho
    jun 28, 2016

    Parabéns José Otávio Carvalho!!!
    Abraços!!!

    Carla Silva Carvalho jun 28, 2016
    Responder
  • Carla Silva Carvalho
    jun 28, 2016

    Parabéns José Otávio Carvalho,
    Abraços!!!

    Carla Silva Carvalho jun 28, 2016
    Responder
  • JULIETH NEGRÃO
    jun 10, 2016

    José Otávio, na lista seu nome apareceu como 11º lugar….houve alguma mudança depois?!

    JULIETH NEGRÃO jun 10, 2016
    Responder
    • Equipe IIC
      jun 15, 2016

      Prezada JULIETH,
      O DIÁRIO OFICIAL DA UNIÃO (SEÇÃO 3), Nº 49 – segunda-feira, 14 de março de 2016, PUBLICOU O SEGUINTE:

      Concurso de Admissão à EsFCEx 2016.
      Foram considerados habilitados a matricula no CFO/QC/2016 a contar de 14 de março de 2016, de acordo com a ordem de classificação obtida no Exame Intelectual (EI), publicada no
      Diário Oficial da União (DOU) nº 210, de 4 de novembro de 2015, os candidatos a seguir relacionados:
      …….
      Direito:
      1º – 589806 – GILBERTO BOLZAN FRASSON; 3º – 595028 – OSCAR LUCAS DA SILVA; 5º – 585951 – VICTOR ALBINO DE ANDRADE; 6º – 602908 – RICARDO NERY DE SÁ RIBEIRO; 7º – 586336 – CAIO LEMOS REBOUÇAS; 8º – 594316 – RODRIGO JOSÉ DA SILVA GONÇALVES; 10º – 623943 – CARLA CASAGRANDE ROBERTO; 11º – 610739 – JOSÉ OTAVIO CARVALHO TRISTÃO; 13º – 595657 – SERGIO TURETA MARTINS; 14 º – 596218 – CINTHIA CORREA FERNANDES ALVES.
      Observe que os candidatos 2, 4 e o 9 não foram habilitados. Por isso habilitaram os majorados 11, 13 e 14.
      …..
      FONTE: O DIÁRIO OFICIAL DA UNIÃO (SEÇÃO 3) Nº 49, segunda-feira, 14 de março de 2016, e
      http://www.esfcex.ensino.eb.br/index.php?option=com_content&view=article&id=954&Itemid=273

      Equipe IIC jun 15, 2016
    • José Otavio
      jul 15, 2016

      Sim!! fui pra 8º lugar.. 2 pessoas não passaram/desistiram.

      abs

      José Otavio jul 15, 2016
  • Jéssica Oliveira
    abr 2, 2016

    Parabéns José Otávio, muito sucesso, também sou graduada no curso de Direito e sonho com meu ingresso ao Exército Brasileiro….foi motivador ler seu depoimento….Abraços.

    Jéssica Oliveira abr 2, 2016
    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *