Blog

Leia nossas últimas notícias

DEPOIMENTO – RODRIGO BRUM- 1º LUGAR CONTABILIDADE

Olá, meus amigos e futuros Tenentes do Exército Brasileiro!

Sou o 2º Sgt Rodrigo Flórido Brum, da turma de 2002, aprovado em 1º lugar em Ciências Contábeis no CFO/QC 2015/2016, e vou contar um pouco da minha trajetória, forma de estudo e felicidade ao conseguir a tão sonhada aprovação nesse concurso.

Antes de iniciar, gostaria de agradecer àqueles que contribuíram para o meu êxito no concurso. Começo agradecendo a Deus por ter me guiado, dado conforto nos momentos mais difíceis e me iluminado no dia do certame. Agradeço também as pessoas mais importantes da minha vida, minha família. Essa, em especial, destaco minha esposa Lívia, por ter toda paciência e amor ao ver meu esforço e minha abdicação, além de suportar as minhas ausências em alguns momentos para que eu conseguisse realizar meu sonho. Destaco ainda minha amada filha Letícia que mesmo sem entender o quanto este concurso significava para mim me apoiava com beijos, sorrisos e algumas aulas, do jeito dela, no meu material. Muitas foram às vezes que ela me pegava dormindo pelo cansaço e me acordava ou dizia para mãe: Olha o papai dormindo! Agradeço agora a toda equipe do Curso Cidade pelo apoio, pelas orientações, pelos direcionamentos e incentivos dados pelos professores durante toda essa jornada. Não menos importante, agradeço ainda aos meus amigos do Centro de Avaliação de Adestramento do Exército que diante de todo meu esforço sempre acreditaram em mim. Passei um ano inteiro sendo chamado carinhosamente de Ten Brum por eles. Todos me passavam muita confiança e incentivo para que eu conseguisse atingir meu propósito. Enfim, muito obrigado a todos!
Rodrigo
Após esses agradecimentos, agora contarei minha trajetória que se iniciara em outubro de 2010 com a felicidade de me formar, com o maior Coeficiente de Rendimento (CR) da turma, em Bacharel em Ciências Contábeis pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Lá aprendi muito com excelentes mestres e doutores: Professor Carlos Vieira, meu amigo até hoje; Professora Euridice; Professor Lins; Professor Natan Szuster, referência internacional em Ciências Contábeis; e outros. Ou seja, tive a honra de estudar com pessoas que norteiam a Contabilidade no Brasil e saber como pensam. Notem que algum deles encontram-se na bibliografia do CFO.
Nesse mesmo ano, tive a felicidade de ser transferido para a SELVA, Tefé-AM. Tudo muito corrido, pois fui movimentado em novembro e logo em dezembro já estava lá.

Em 2011, encontrei meu amigo de turma, Getúlio da Silva Rocha, no 17° BIS, tentando o concurso do CFO e fiquei interessado em estudar para fazê-lo também. Juntei alguns materiais e tentei ficar resolvendo as provas anteriores para saber como era o nível da banca. Com tantas viagens, missões no quartel, adaptação da família ao novo lugar e dificuldade de acesso à internet, não consegui me organizar e pouco fiz. Chegou setembro, mês da prova e minhas férias, fui para a casa do meu irmão em Salvador e fiz a prova no Colégio Militar. Como já era de se esperar não fui aprovado e nem fui bem na prova.

Em 2012, permaneci em Tefé para meu último ano e as dificuldades permaneceram. Além disso, fui designado para fazer meu curso de aperfeiçoamento em Cruz Alta-RS que começara em setembro. A única coisa que fiz de diferente nesse ano foi comprar apostilas específicas para o CFO. Não adiantou muito, pois elas são bem limitadas e com pouco conteúdo. Chegando em setembro, fui novamente fazer a prova. Fiz no Colégio Militar de Santa Maria e agora tinha ido bem melhor, mas reprovei em história.

Em 2013, foi meu ano de mudanças de casa e de quartel, fui transferido para o Centro de Avaliação de Adestramento do Exército no Rio de Janeiro. Com meu tempo tomado com reformas de apartamento, escola para minha filha Letícia e aquisição de toda mobília, não estudei e nem fiz a prova. Nesse ano, meu salário se limitou a pagar contas e junto a isso estava o meu desinteresse no concurso do CFO. Até então, eu fazia as provas sem compromisso. No final do ano, fiquei muito feliz ao saber que meu grande amigo 1º Ten Herrera havia sido aprovado no CFO. Foi aí que através de conversas e vendo a felicidade dele em conseguir aquele objetivo que decidi ser oficial. Conversei com minha esposa sobre a minha vontade e coloquei uma meta de dois anos para que eu conseguisse.

Em 2014, com meu orçamento equilibrado e minha vida estabelecida, tudo começou. Decidi seguir o caminho para aprovação no CFO. Estava bem ciente que este concurso era um dos mais difíceis ou até me arrisco em dizer o mais difícil na área de Ciências Contábeis e necessitaria de um planejamento muito bom para que eu conseguisse ser aprovado. Para não perder tempo, em janeiro, comecei a ligar para os cursos preparatórios para saber de valores e projeto de ensino. Foi aí que conheci o Curso Cidade. No momento que falei no telefone com o Prof Edson, ele me transmitiu muita confiança e apresentou uma proposta muita boa de curso. Decidi fazer e graças a Deus não me arrependi em nenhum momento. Foi um curso que aprendi bastante, principalmente a parte de conhecimentos gerais a qual não estudava a muito tempo e pude sentir toda a preocupação conosco, alunos. Sem sobra de dúvidas digo que o Curso Cidade desempenhou um papel fundamental na minha preparação: orientando, direcionando e alertando para as possíveis questões. Mais isso sozinho, não aprova! Então vou partir para explicar o meu planejamento que acredito ser o mais importante aqui e que vocês com certeza querem saber.

Fase de planejamento – tempo de duração: 2 anos

A 1ª. fase se resumiu em separar bons materiais e escolher bons cursos, pois seriam eles que iriam me direcionar e orientar o tempo todo. Aqui uma coisa que me ajudou muito foi o facebook, pois nele pude conversar com alguns aprovados e consegui extrair muita coisa boa. Na parte de conhecimentos gerais fui superindicado a fazer o Curso Cidade e o resultado apareceu na minha aprovação, maior nota geral. A parte específica, fiz no Curso Cidade também. O curso de específica é muito bom também, mas o candidato que está brigando por uma vaga não pode se limitar apenas a um curso. Eu procurei outros cursos e de preferência bem específico para contadores, foi aí que descobri o Curso Valor. Lá na plataforma do EAD do curso existem cursos específicos por área que me ajudaram muito na parte teórica.

Depois dessa seleção, elaborei uma planilha de estudos que acredito ser bem eficiente, pois deixa claro o tempo de estudo, as matérias a serem estudadas e o objetivo final. Meu tempo de estudo diário era sempre em torno de 6 a 8 horas/dia, incluindo as aulas do curso.
Tudo isso foi seguido na 1ª. fase, onde minha preocupação era conseguir uma boa base teórica. Aprendi muito nessa fase, pois li muito e fiz várias marcações que pareciam ficar claras durante a resolução das questões.

Chegando novamente em setembro, fui para a prova muito confiante. Fiz a prova e fui muito bem, porém ela foi anulada. Isso me desestabilizou muito, mas consegui manter o foco. Daí veio a segunda prova, fui bem também, mas os outros candidatos foram bem melhores e não consegui nem ficar na majoração. Isso me causou uma tristeza imensa e pude provar o sabor amargo da derrota que podem acreditar, lembrei dele por muito tempo.
Depois de absorver todos os ensinamentos durante minha preparação naquele ano, analisei o que eu tinha cometido de erro, procurei inspiração em depoimentos e tentei colocar na minha cabeça que o planejamento era para 2 anos e que eu tinha esquecido disso. Com a cabeça erguida parti para frente e segui meu planejamento. Não parei de estudar. Em dezembro já estava fazendo cursos no Curso Valor.

Em 2015, iniciei minha 2ª. fase. Nesse ano era bem claro que eu não deveria me prender mais a parte teórica, pois ela já estava bem consolidada. Foi um ano decisivo, acreditem. Passei o ano inteiro resolvendo questões de concursos similares. Os sites muito bons para isso são: www.qconcursos.com e www.pciconcursos.com.br. As bancas que se aproximam muito da EsFCEx são a FCC e CESGRANRIO, acreditem: algumas questões desses concursos aparecem na prova de forma similar.

Resolvi inúmeras questões e as guardei em um caderno de resolução de questões, separando aquelas que deveriam ser retomadas na fase de revisão: agosto e setembro. Além disso, todos os simulados do Curso Cidade foram feitos também antes da correção pelos professores. Eles foram muito bons para deixar claro como estava o meu nível de preparação. Faço agora uma ressalva: Não deixem de lado as matérias de conhecimentos gerais! Nesse ano continuei assistindo as aulas e dando uma importância enorme às questões dos simulados. Para que vocês tenham ideia disso que vos falo, não tenho nenhum livro de historia, de geografia ou de espanhol. Tenho somente o de Português do Renato Aquino.

Outra decisão valiosa que tomei foi pegar férias para estudar no mês que antecedia a prova. Nesse mês, aumentei minha carga horária e refiz todos aqueles exercícios que separei durante todo o ano. O ritmo foi bem forte e cheguei até a comprometer meus domingos, os quais não estudava até então. Aquele dia era o meu descanso e servia para aproveitar com minha família. Chegou então o dia 13 de setembro, uma chance para colocar toda minha preparação em 4 horas de prova. Lembro como se fosse hoje, rezei muito antes de iniciar o certame pedindo tranquilidade e sabedoria na condução daquela prova. Fiz uma boa prova e sai consciente que tinha feito o melhor e independente do resultado, acreditava que esse ano era o meu.

Chegando o mês de outubro, o mais longo de toda a minha vida, a ansiedade tomava por várias vezes meu sono e aquele dia 30 de outubro nunca chegava. Quando finalmente chegou, fiquei com o dedo doendo de tanto apertar o F5 do teclado. Exatamente às 12:00h, não conseguia mais abrir a página da EsFCEx e foi quando recebi um telefonema do meu amigo 1º Ten Herrera me parabenizando pela aprovação no CFO/QC. Faltaram palavras, foi uma mistura de alegria e sentimento de dever cumprido, o melhor sentimento do mundo. Agora sim, CONSEGUI!!!

Queridos amigos, este sentimento é o remédio para todo aquele amargo que eu vinha sentindo desde o ano passado.

Por fim, deixo aqui uma mensagem para vocês: Nunca abandonem seus sonhos, pois só vocês podem fazê-los se tornar realidade.

A receita é persistência, planejamento e bastante tempo de estudo.

SUCESSO A TODOS!!!

Rodrigo Flórido Brum 1º Colocado no concurso da EsFCEx 2015/2016 – Ciências Contábeis

3 comentários

  • Sacramento
    mar 29, 2016

    Parabéns meu camarada!!! Lendo a sua garra e dedicação estou cada vez mais motivado. Muito obrigado pela força e tenha certeza que minha vitória terá uma grande colaboração da sua pessoa!!! Selva

    Sacramento mar 29, 2016
    Responder
  • LEANDRO BEZERRA
    fev 7, 2016

    Olá Rodrigo,

    Meus parabéns pela aprovação, essa prova “é pra poucos” e você provou o seu valor, fico muito orgulhos quando vejo um colega contar a sua história, pois sei que o caminho é longo,árduo e difícil, mais sei também que a emoção da vitória se compara a uma explosão de felicidade, e crendo nisso continuo estudando, muito sucesso na sua carreira, você fez história e seu nome será lembrado para sempre!

    Selva!!!

    Fut.Ten.Qco – Leandro Bezerra

    LEANDRO BEZERRA fev 7, 2016
    Responder
  • Alexandre Romano
    dez 29, 2015

    Parabéns pela aprovação, tomei a decisão de ir em busca do meu sonho, e ja comecei a estudar!
    Também vou passar no CFO!!!!
    Vou fazer tudo o que for preciso para isso.

    TENACIDADE!!!!!

    Alexandre Romano dez 29, 2015
    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *